28/04/16

Internos da Fundação Casa algemam agentes e fogem de van após jogo

28/04/2016 08h23 - Atualizado em 28/04/2016 09h31

Internos da Fundação Casa algemam agentes e fogem de van após jogo

Adolescentes participavam de campeonato de basquete em Batatais (SP). 
Internos usaram meiões para aplicar 'gravata' e render funcionários. 

Do G1 Ribeirão e Franca
Seis internos da Fundação Casa de Taquaritinga (SP) renderam um motorista e fugiram de dentro de uma van, que fazia o transporte dos adolescentes após participarem de um campeonato de basquete, na tarde de quarta-feira (27).
Em nota, a Fundação Casa informou que abriu sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos jovens que cumpriam medida socioeducativa e que nenhum interno foi recapturado até a manhã desta quinta-feira (28).
Segundo informações do boletim de ocorrência, 10 adolescentes foram levados para a competição em Batatais (SP). Depois do jogo, quando viajavam de volta para Taquaritinga, os internos deram uma gravata no motorista e seis fugiram da van da Fundação Casa.
Outros três funcionários que acompanhavam o grupo também foram rendidos pelos internos com o golpe. Ainda de acordo com o boletim de ocorrência, os adolescentes usaram meiões de basquete para aplicar a gravata nos agentes.
Os adolescentes conseguiram tirar as algemas e algemaram dois dos funcionários e amarraram o motorista e outro agente com um cadarço de tênis. Os reféns também tiveram alianças, relógios e celulares roubados pelo grupo.
Um dos internos assumiu a direção do veículo, em frente ao trevo da Universidade Estadual Paulista (Unesp), de Jaboticabal (SP). Ele dirigiu poucos metros até a frente de um hotel e os adolescentes deixaram a van.
Como estavam com os olhos vendados, os agentes não viram em que direção os internos fugiram. Os outros adolescentes que continuaram na van ajudaram a desamarrar o motorista, que seguiu com a van até a Fundação Casa de Taquaritinga, onde acionaram a polícia.
Fundação Casa
Em nota, a Fundação Casa informou que a corregedoria da instituição instaurou uma sindicância para apurar as circunstâncias da fuga dos internos que cumpriam medida socioeducativa em Taquaritinga.
A instituição informou também que nenhum adolescente foi recapturado até a manhã desta quinta-feira e afirmou que a Polícia Militar foi acionada e realiza buscas na região.
Ainda de acordo com a Fundação Casa, os menores que forem apreendidos passarão por uma Comissão de Avalição Disciplinar (CAD) e poderão sofrer sanções disciplinares, que vão da redução do tempo de visita à suspensão de atividades externas.

11/04/16

Atenção servidores(as) da Fundação CASA, é hora de nos unirmos e mostrarmos a esta atual gestão a força que temos e principalmente o quão importante somos para esta instituição que há anos tem nos abandonado e nos atrocitado por esta gestão omissa e autoritarista.

 Meus caros e nobres amigos e amigas, é do saber de todos (as) servidores (as) os absurdos que sempre aconteceram e continuam acontecendo nos centros de atendimento que pertencem a DRM V, cujo qual, controlada pelo poderoso chefão e sua cúpula e todas as outras divisões regionais, existe uma imensa demanda de denúncias contra as gestões de diversas regionais, sendo todas devidamente fundamentadas com provas documentais e testemunhais, porém não consigo entender tamanha impunidade, melhor dizendo consigo entender sim devido a omissão da presidente desta instituição que para não haver um verdadeiro escândalo prefere fazer de conta que nada acontece mesmo tendo a mais pura consciência de todas as atrocidades que seus gestores cometem em suas regionais e em suas unidades de atendimento, é verdade que estou fora da instituição, como também é verdade que através da justiça retornarei, por isso jamais deixarei de lutar por uma instituição mais justa onde tenha em seu comando pessoas que verdadeiramente queiram fazê - lá funcionar de forma mais adequada tanto para a ressocialização dos jovens infratores quanto principalmente que venham a dar melhores remunerações e as devidas condições de trabalho valorizando assim esses heróis servidores que mantém os altíssimos salários desta atual cúpula SAPista que ocupam o mais alto escalão de cargos comissionados, acredito que é a hora dos servidores iniciarem um ato de indignação a esta atual gestão, é hora de arregaçarem as mangas, criarem coragem e exigir uma reformulação de gestão das regionais, pois os que lá estão já se sentem os donos de tudo e de todos, é hora de mostrarmos juntos quem mantém o andamento da instituição, é hora de mostrarmos que não somos covardes ou tão pouco omissos para que venhamos aceitar as verdadeiras atrocidades que esta atual gestão tem feito com cada um de nós servidores.
Pensem e reflitam, pois daqui para frente farão de nós o que permitirmos que façam e dependendo de nossa escolha teremos ou não nossa carta de alforria.

Um forte abraço e que Deus nos abençoe. Francisco Menezes, Eduardo Felipe Pereira, Jairo Campelo, Adriano Neiva, Michel Munhoz, Franklin, Jurandir, Afonso Rogério, Juliana Sena, Patrick Morales e todos os demais que se sentem injustiçados pela falta de preparo e pela falta de imparcialidade de uma corregedoria falha e autoritarista.


Quando a certidão de antecedentes criminais poderá ser exigida pela empresa?

Tribunal Superior do Trabalho - TST
2 h
‪#‎RevistaTST‬ Exigir certidão de antecedentes criminais, pode ou não pode? No quadro ‪#‎QueroPost‬ você saberá se a empresa pode exigir apresentação de antecedentes criminais para contratar empregado.
Descrição da imagem ‪#‎PraCegoVer‬: ilustração de uma mesa com uma xícara com café, papéis, envelope, canetas, lápis e uma mão com uma lupa amplia dados de um documento. #QueroPost

8° Ato Público dos (das) Trabalhadores (as) - Fundação CASA - Campanha Salarial 2016.


Hj 11/04/2016

8° Ato Público dos (das) Trabalhadores (as) - Fundação CASA - Campanha Salarial 2016.
Para além, de um justo e merecido aumento salarial, os companheiros (as) desta categoria, exigem com urgência a Segurança no local de trabalho. Infelizmente há notícias de CASAs e servidores alvejados por tiros, de fora para dentro dos centros de atendimento. Com a fragilidade principalmente dos CASAs modelos T40, o aumento da violência e a insegurança no Estado de SP, trabalhadores (as) se tornam alvo fácil da criminalidade, que alicia cada vez mais adolescentes em situação de vulnerabilidade social, pobres e principalmente das periferias deste imenso e tão RICO Estado de SP, para a marginalidade e crime organizado. Os/As Trabalhadores (as) da Fundação CASA, exigem o DIREITO À VIDA SEGURA. Sigamos em Luta!


08/03/16

Reunião com a Comissão de Negociação da Campanha Salarial 2016





Defensoria pública e Ministério Público, sabem a diferença?


Página curtida · 22 h 

A Defensoria Pública e o Ministério Público são instituições fundamentais na garantia de direitos, conforme determina a Constituição. Defensores atendem qualquer tipo de ação judicial nas áreas de família, Fazenda Pública e criminal. O Ministério Público trata da investigação de crimes, da requisição de instauração de inquéritos policiais, da promoção pela responsabilização dos culpados, do combate à tortura e aos meios ilícitos de provas, entre outros. Entenda melhor a diferença entre defensoria pública e ministério público no Portal CNJ: www.cnj.jus.br/246d. Localize a defensoria pública no seu estado: http://goo.gl/AvdNzU.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Ilustração de um malhete de juiz.
Descrição da Ilustração: Entenda a diferença. Defensoria Pública: é uma instituição pública que presta assistência jurídica gratuita àquelas pessoas que não possam pagar por esse serviço. Ministério Público: defende os patrimônios nacional, público e social. O que inclui o patrimônio cultural, o meio ambiente, os direitos e interesses da coletividade.fb.com/cnj.oficial twitter.com/cnj_oficial.

8 de março, FELIZ DIA DAS MULHERES.

Não existe imagem melhor que a de uma mãe para descrever a verdadeira mulher.

O FundaçãoNews parabeniza todas as mulheres deste nosso planeta.

19/02/16

Juiz entende que socioeducador tem direito de portar arma de fogo.

T. S. G. foi acusado pelo Ministério Público pela prática de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. Entretanto, o juízo da 3ª Vara Criminal da Capital entendeu que os riscos da profissão justificam a utilização do armamento
O juiz de Direito Franklin Vieira dos Santos, da 3ª Vara Criminal de Porto Velho, absolveu o socioeducador T. S. G. (o nome foi suprimido por questão de segurança), acusado pelo Ministério Público de Rondônia (MP/RO) pela prática de porte ilegal de arma de uso permitido. A conduta está tipificada no Art. 14 da Lei 10.826/03.

A acusação sustentou que no dia 14 de junho de 2015, por volta das 18h, o funcionário público portava uma pistola, marca Glock, calibre 380, nº RCC099, com carregador e onze munições intactas, em desacordo com norma legal ou regulamentar.

Por outro lado, o magistrado entendeu que não era o caso de impor a condenação prevista pelo dispositivo legal:
“Todavia, o juízo conclui que não é caso de condenação. Senão vejamos. O acusado trabalha no sistema penitenciário como sócio educador. A Lei n. 10.826 (Estatuto do Desarmamento), com a recente modificação trazida na Lei n. 12.993/2014, que modificou o art. 6º , traz a possibilidade de uso de arma por agentes prisionais”, destacou.
E disse em seguida:
“Nesse contexto é de se ressaltar que muito se lutou pela categoria para somente em 2014 conseguirem o porte funcional. Não se ignora a discussão que permeia o uso de armas por esses profissionais. Paralelo a essa discussão, ainda temos outra abordando se os sócios educadores se enquadram ou não na condição de agentes prisionais. Embora exista entendimento que aponte para a não inclusão dos sócios educadores no rol supracitado entendo que, assim como os agentes penitenciários, os sócios educadores estão expostos aos perigos de suas funções”, pontuou o juiz.
Vieira continuou sua justificativa para absolvição asseverando:
“A propósito, tal como ocorreu com os agentes penitenciários, tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei nº 805/2015 para conceder o porte de arma aos agentes de segurança socioeducativos. Dessa forma, entendo pela equiparação das funções de agente penitenciário e socioeducador, reconhecendo assim a atipicidade da conduta de T., por aplicação dos princípios da proporcionalidade, que desautorizam a aplicação de sanção penal, resultando na improcedência da denúncia inaugural e na absolvição do réu”, mencionou.
Ao fim, fez ressalvas:
“Observe o acusado que esta decisão ainda não é definitiva, ficando aguardando eventual recurso apresentado pelo Promotor de Justiça, caso não concorde com a absolvição. Neste caso, a situação do acusado ficará aguardando o julgamento do recurso pelo Tribunal de Justiça, havendo a possibilidade de mudança desta decisão”, disse.
E concluiu:
“Transitando em julgado a decisão absolutória, expeça-se alvará de levantamento da fiança depositada em favor do réu. Da mesma forma, após o trânsito em julgado da sentença absolutória, determino a restituição da arma de fogo ao acusado, salientando que o requerente deverá providenciar, junto à Polícia Federal, autorização para porte de trânsito da arma de fogo”, finalizou.
Fonte: RONDONIADINAMICA

Trabalhando em pró da PL22, 30 horas para os trabalhadoresda Fundação CASA.

Neste momento precisamos de união em massa, para juntos cobrarmos uma seriedade e maior atenção no projeto de lei PL22, projeto esse que os deputados Gianazzi do PSol e Barba do PT estão constantemente sitando nas tribunas para ver se conseguem ao menos que outros deputados da ALESP se interessem se quer analisar e assim apoiar esse projeto que só falta ser votado pelos deputados, o grande problema é que a maioria das lideranças são aliadas ao PSDB, com isso temos somente 19 votos a nosso favor dos 96 que totalizam as bancadas, por isso precisamos nos unir, sim nós, servidores(as) da Fundação CASA e se preciso for iremos todos os dias na ALESP e falaremos em gabinete por gabinete até que se cansem de nós e nos deem a atenção que merecemos.


29/12/15

FUNDAÇÃO NEWS deseja um Feliz Ano Novo aos amigos e leitores.


O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos… Mas a beleza da caminhada depende dos que vão conosco!

Assim, neste novo ano que se inicia possamos caminhar mais e mais juntos… Em busca de um mundo melhor, cheio de paz, saúde, compreensão e muito amor.

O ano se finda e tão logo o outro se inicia… E neste ciclo do “ir” e “vir” o tempo passa… E como passa! Os anos se esvaem… E nem sempre estamos atentos ao que realmente importa.

Deixe a vida fluir e perceba entre tantas exigências do cotidiano o que é indispensável para você!

Ponha de lado o passado e até mesmo o presente! E crie uma nova vida… Um novo dia… Um novo ano que ora se inicia! Crie um novo quadro para você! Crie, parte por parte… Em sua mente… Até que tenha um quadro perfeito para o futuro… Que está logo além do presente. E assim dê início a uma nova jornada! Que o levará a uma nova vida, a um novo lar… E aos novos progressos na vida! Você logo verá esta realidade, e assim encontrará a maior felicidade… E recompensa…

Que o Ano Novo renova nossas esperanças, e que a estrela crística resplandeça em nossas vidas e o fulgor dos nossos corações unidos intensifique a manifestação de um Ano Novo repleto de vitórias! E que o resplendor dessa chama seja como a tocha que ilumina nossos caminhos para a construção de um futuro, repleto de alegrias! E assim tenhamos um mundo melhor!

A todos vocês companheiros (as) que temos o mesmo ideal, amigos (as) que já fazem parte da minha vida, desejo que as experiências próximas de um Ano Novo lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas.

Muita paz em seu contínuo despertar.
Um feliz Ano Novo!
Postagens mais antigas Página inicial

Pedrosa e Oliveira Advogados assossiados

Pedrosa e Oliveira Advogados assossiados
Procure seus direitos, procure um advogado.Rua do Bosque,1589 - 8º andar - Sala 807 - Edificio Capitollium Barra Funda - SP - CEP 0136001 - E-mail:pedrosa.oliveiraadvogados@gmail.com (11)3473-2638 (11)33938436

Postagens Populares

 

Abaixo Assinado

Abaixo Assinado
Obrigatoriedade da Contratação do Gestor de Segurança nas Empresas Privadas

Sobre

Minha foto
Sou um dos poucos que ainda gostam de seres humanos e que os respeitam como humanos e não como aqueles que os veem como máquinas do sistema podre e hipócrita em que vivemos nos dias de hoje.

Seguidores